Faixa-preta da Soul Fighters vibra com participação no Brasileiro de equipes: “Melhor do que o esperado”

Hugo Mayer ajudou time a ficar com segundo lugar no Brasileiro de equipes da CBJJ

Faixa-preta da equipe Soul Fighters, Hugo Mayer comanda a filial do time no Rio de Janeiro, situada na Tijuca na Academia Evidence. Com uma vasta experiência no currículo, o lutador já foi pupilo de Bruno Tank, um dos cofundadores da equipe, e treinador consagrado nos EUA. Representando a Soul Fighter no Brasileiro de equipes que aconteceu no início de setembro no Rio, o lutador ficou feliz com a sua participação, já que ajudou a equipe a ficar com o segundo lugar no torneio:

— Acho que me saí melhor do que o esperado e fiquei bem satisfeito com meu desempenho. Eu fui sem expectativa para esse campeonato. Não treinei nenhum dia com a equipe, passei a semana toda trabalhando muito e estava com um resfriado brabo. Fui com o pensamento de fazer o meu melhor dentro do tatame. No geral ficamos satisfeitos com o segundo lugar, mas é óbvio que queríamos o primeiro.

No evento, Hugo e os companheiros de equipe montaram a estratégia momentos antes do evento. Após passar pela GF Team B, ganhando por 3 a 2, a Soul Fighters derrotou a Game Fight para chegar a final, onde acabou ficando com o vice campeonato. Consolidada como uma das maiores equipes no circuito norte-americano, Hugo Mayer valorizou o trabalho feito pela equipe também no Brasil:

— A Soul Fighters continua crescendo no Brasil e tenho orgulho do trabalho que estamos fazendo hoje aqui, apesar de alguns dos melhores atletas que temos já terem ido ou estão indo pra fora do país. É difícil viver só do Jiu-Jítsu no Brasil, então a galera vai embora quando pode. Poderíamos estar mais fortes nos eventos nacionais, mas estamos conseguindo fazer um trabalho bom por aqui pois temos excelentes atletas nos representando em todas as faixas e categorias.

Um dos líderes da Soul Fighters Evidence, Hugo Mayer é o responsável por afiar o jogo de diversas promessas do Jiu-Jitsu carioca, dentre eles a sua namorada, Patricia Marca. Uma das maiores promessas do país na faixa-azul, a lutadora busca com o auxilio de Hugo uma vaga no Grand Slam de Los Angeles. Namorado orgulhoso, o faixa-preta revelou o desejo em comum de lutar nesse torneio e sair com uma medalha no peito:

— Lutar e vencer um evento internacional é muito importante para a carreira no Jiu-Jitsu. A Patrícia tem esse sonho de viver disso e precisa buscar eventos como esse. Ela pode ganhar a passagem se ficar em primeiro no ranking geral da FJJD Rio. Ganhando a passagem, o foco do ano que vem passa a ser o Brasileiro da CBJJ e esse Grand Slam da UAEJJF. Indo pra lá com ela, também vou lutar esse evento e tentar beliscar um lugar no pódio.

 

Enquanto afia o jogo de seus pupilos, Hugo Mayer busca nesse segundo semestre uma boa classificação no ranking da Federação do Rio de Janeiro (FJJD Rio) para fechar o ano com chave de ouro.


Crédito foto: Camila Nobre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *